Meu Carrinho

0 item - R$0,00
Manutenção Fornos Turbo

Dicas de instalação e segurança dos Fornos Turbo G.Paniz

Recomendações do Equipa Tudo

É extremamente importante a leitura do manual de instruções de novo equipamento antes de iniciar o seu uso, pois assim vários problemas e defeitos podem ser evitados. Além é claro de manter a segurança do produto e de seus usuários.

A fim de facilitar, separamos aqui algumas dicas de instalação, manutenção e segurança dos Fornos Turbo a Gás.

Mas, aconselhamos também a leitura na íntegra do manual de uso fornecido pelo fabricante G. Paniz.

Então vamos às Dicas de Instalação e Segurança

Instruções de Segurança dos Fornos Turbo à Gás:

  • Nunca retire o cabo do equipamento puxando pelo fio, sempre pegando o plugue e tirando-o da tomada.
  • Nunca use extensões ou adaptadores para a ligação dos equipamentos.
  • Não remova o pino central do plugue terra.

Dicas para a maior Segurança do Operador e dos componentes elétricos:

  • Recomenda-se que seja verificado se o local de instalação possui aterramento.
  • É necessário a utilização de EPI (Equipamento de Proteção Individual). Na operação sempre utilize luvas de proteção e avental. Na limpeza e higienização do forno utilize máscara e óculos de proteção.

Ao abrir a porta do forno, mantenha-se atrás da mesma e faça a abertura em duas etapas:

  1. abra um pouco a porta e espere a saída de calor e vapor do forno.
  2. abra toda a porta do forno.

Instruções Gerais de Instalação dos Fornos:

  • Instale o equipamento em uma superfície plana e logo após utilize as travas dos rodízios.
  • Deixe um espaço em torno do equipamento conforme figura abaixo.
  • Para a operação adequada, este equipamento deve ser instalado em local com temperatura entre 5ºC a 25ºC.
  • Mantenha o equipamento fora do alcance de crianças.
  • O equipamento deve ser colocado sob uma coifa para coleta de vapores provenientes da utilização do equipamento, caso não possua instale uma que tenha tenha uma vazão de 36m³/h conforme norma NBR 13103/1994.

Distância de segurança para instalação do forno

Acesse os manuais no site da G.Paniz conforme o modelo do seu forno para maiores detalhes.

Forno Turbo a Gás para 10 Assadeiras Bivolt Ref. FTG 300 – G.Paniz

A Instalação do Gás

Como fazer a Instalação da Rede de Gás GLP/GN?

  • O gás deve ser fornecido com uma pressão de 1,0 a 1,5 kgf/cm² (primeiro estágio) tendo uma vazão de 5 kg/h conforme norma NBR 15526.
  • Utilize o kit que acompanha o equipamento (0 forno) para ser instalado na tubulação.
  • Verifique se o equipamento é para gás natural.

Caso não se sinta apto para fazer a instalação da rede de gás, contrate serviço técnico especializado de sua cidade.
IMPORTANTE: Não recomendamos o uso de gás remanufaturado.

Quais são os procedimentos para a Instalação do Gás Botijão P13?

  1. Instale dois botijões de gás P13 ao lado de seu equipamento com o kit gás que o acompanha.
  2. Ao instalar o regulador, gire a ‘borboleta’ para a direita até ficar firme.
  3. Após feita a instalação é necessário verificar se há algum vazamento, para isso utilize espuma de sabão, caso haja vazamento repita o processo de instalação.
  4. Se o vazamento continuar, leve o botijão a um local ventilado e chame a empresa que entregou o gás.

Atenção aos CUIDADOS:

  • Nunca instale os botijões em baixo do forno.
  • O botijão de gás GLP (gás liquefeito de petróleo) encontra-se em estado de 85% líquido dentro do botijão. Nunca vire ou deite o botijão (se ainda existir algum resíduo dentro de gás ele poderá escoar na fase líquida, anulando a função do regulador de pressão, podendo provocar graves acidentes).
  • Este equipamento possui um regulador de baixa pressão instalado no kit gás para o modelo GLP que não pode ser removido pois isso ocasionará a perda da garantia do equipamento.
  • Troque o regulador quando vencer o prazo de validade ou quando apresentar defeito.
  • Nunca instale qualquer acessório no botijão, além do kit que acompanha o equipamento.
  • Para a instalação de mais botijões de gás (P45) contrate serviço técnico especializado de sua cidade.
  • Verifique se a legislação vigente em seu estado/município permite esse tipo de instalação.

Como fazer a Instalação Elétrica:

Importante! O equipamento deve ser aterrado obrigatoriamente para evitar riscos ao operador e danos ao equipamento.

  • Use tomadas para 20A com pino 4,8mm conforme NBR 6147.
  • Não remova o pino terra do cabo elétrico.
  • Nunca use extensões ou ‘T’ para a ligação dos equipamentos.
  • Faça a conexão do terminal equipotencial próximo ao adesivo , com cabo de 6 a 8 mm.

Como fazer a Instalação da Água:

  • Efetue a ligação da mangueira d’água na válvula solenoide localizada na traseira do painel.
  • Importante! A fim de não ocorrer danos, a válvula deve obter um vapor homogêneo, a alimentação da água não deve ser direta da rua devido as variações de pressão, havendo a necessidade de ser alimentada através da caixa d’água para a pressão ser constante.
  • Instale sempre um registro na rede a fim de possibilitar o fechamento da água quando necessário.
  • A pressão de água da alimentação deve estar entre 78500 Pa a 196100 Pa (ou 0,8 a 2 kgf/cm²).
  • Atenção: Caso seu forno possua um reservatório de água não se faz necessário a instalação da rede hidráulica, porém é necessário manter o reservatório de água sempre abastecido.

Instruções para a Fornada de Pão:

Como realizar a preparação de uma fornada (esteira 58×70)

  1. Prepare as esteiras com 30 pães de modo que os pães fiquem igualmente separados entre si respeitando o espaço da esteira.
  2. Faça o pré aquecimento do forno até 185º C.
  3. Após pré aquecido abra o forno e acrescente as bandejas que foram carregadas com pães, máximo 10 segundos por bandeja para que não ocorra tanta perda de calor, insira a bandeja da mais alta para a mais baixa.
  4. Feche a porta e acione o sistema de vaporização do controlador.
  5. Após isso, dará inicio ao processo de cocção por 18 min. em uma temperatura máxima estabelecida de 180º C.

Como fazer a manutenção do forno turbo à gás?

  • Para identificar desvios de desempenho e deterioração da segurança, manutenções periódicas devem ser realizadas conforme cronograma de manutenção, devendo ter registros para futuras auditorias.
  • A equipe de manutenção do cliente deve revisar e testar as condições elétricas (contatores, cabos, contatos, chaves, etc) uma vez por mês.
  • A situação normal de trabalho do equipamento deve ser restaurada somente quando os responsável(is) pela manutenção acabar(em) o serviço. Todas as proteções fixas que, por ventura, tenham sido removidas devem ser recolocadas e aparafusadas novamente conforme estavam;
  • Somente pessoas autorizadas e treinadas, que reconhecem todos os riscos do equipamento devem realizar a manutenção.
  • A manutenção periódica do equipamento evita o desgaste prematuro das peças que trabalham entre si, como correias. Além da manutenção, é necessário fazer algumas verificações:
  • Caso o cordão de alimentação esteja danificado, o mesmo deverá ser substituído pelo fabricante ou serviço autorizado com um cordão de alimentação especial disponibilizado pelo fabricante ou serviço autorizado.
  • As manutenções preventivas com potencial de causar acidentes devem ser objeto de planejamento e gerenciamento efetuado por um profissional legalmente habilitado.
  • Importante! Partes metálicas são condutoras de calor, portanto, antes de iniciar qualquer manutenção verifique se o equipamento está completamente resfriado.

Como realizar a Regulagem do Ar?

Para efetuar a regulagem do regulador de ar siga os passos descritos abaixo:

1º Passo – Remova o equipamento da tomada;
2º Passo – Desligue o disjuntor;
2º Passo – Remova os dois parafusos tipo “Philips” (item 02).
3º Passo – Remova o fechamento frontal (item 03);
4º Passo – Corte a cinta plástica que prende a solenoide;
5º Passo – Puxe o queimador para fora aproximadamente 20 cm.
6º Passo – Com uma chave de fenda efetue a regulagem da abraçadeira (item 01), mova a abraçadeira conforme vista ao lado fechando ou abrindo a entrada de ar, até que a chama se torne azul com a ponta avermelhada.

Importante:

  • A chama não pode estar flutuante (regula-se diminuindo a entrada de ar).
  • A chama não deve estar amarela (regula-se aumentando a entrada de ar).

ATENÇÃO! O mal funcionamento das condições com chama amarela ou flutuante pode ocasionar a perda de garantia.

E como regular o Sensor de chamas e o faiscador?

Regulagem do faiscador

1º Passo – Remova o equipamento da tomada;
2º Passo – Desligue o disjuntor;
3º Passo – Remova os dois parafusos Philips (item 07).
4º Passo – Remova o fechamento frontal (item 08);
5º Passo – Corte a cinta plástica que prende a solenoide;
6º Passo – Puxe o queimador para fora aproximadamente 50 cm.
7º Passo – Afrouxe o parafuso (item 03) e posicione o faiscador (tem 01) a 1,5 cm do encosto (item 04), verifique se a faísca do acendimento do (item 01) está sendo direcionada ao (item 4) na parte superior, após posicionado apertar o parafuso (item 3).

Regulagem do Sensor de Chama

1º Passo – Remova equipamento da tomada;
2º Passo – Desligue o disjuntor;
3º Passo – Remova os dois parafusos Philips (item 07).
4º Passo – Remova o fechamento frontal (item 08);
5º Passo – Corte a cinta plástica que prende a solenóide;
6º Passo – Puxe o queimador para fora aproximadamente 50 cm.
7º Passo – Afrouxe o parafuso (item 06), regule o sensor aproximando-o do queimador (item 05) sem deixar encostar no mesmo, conforme desenho abaixo onde mostra o sensor passando pelo meio da chama, após isso apertar o parafuso (item 06).

ATENÇÃO!

  • Antes de regular o sensor e o faiscador verificar se a chama está regulada corretamente, a chama não deve estar amarela e nem flutuante.
  • Se o equipamento está a muito tempo trabalhando com a chama amarela é necessário retirar os eletrodos e com uma lixa fina remover a oxidação gerada na haste.
  • Caso o eletrodo esteja com a haste solta do corpo cerâmico substitua por um modelo novo.
  • Caso não se sinta apto a fazer a manutenção contatar a assistência técnica.
  • Caso necessário fazer a troca de algum componente entrar em contato com a assistência técnica.

E por último, como trocar a lâmpada do forno?

Siga os passos abaixo para a troca das lâmpadas:

 1º Passo – Remova o equipamento da tomada;
2º Passo – Desligue o disjuntor;
3º Passo – Verifique se o forno está frio, prossiga se estiver ;
4º Passo – Remover o item 01 com o auxilio de uma chave de fenda;
5º Passo – Utilize uma chave Philips para afrouxar os parafusos (item 02) através dos furos que apareceram no (item 03) após ser removido o (item 01) ;
6º Passo – Remova a calha (item 03), no sentido da seta;
7º Passo – Remova a lâmpada (item 04) puxando-a para cima.

ATENÇÃO: Não coloque a mão diretamente na lâmpada quando for efetuar a troca da mesma utilize uma luva limpa.

Entre em contato com a assistência técnica para adquirir a lâmpada.


Fonte: Texto extraído do Manual de Uso do modelo FTG-150/FTG-240/FTG-300 no site da G.Paniz.