Meu Carrinho

0 item - R$0,00

Harmonização de cervejas

Entenda como fazer harmonização de cervejas com pratos e petiscos

Se você é apaixonado por cervejas e está a fim de aprender a combiná-las para criar os sabores perfeitos, este pequeno guia é para você. Confira!

Dicas gerais

Antes de ir para cada tipo de cerveja especificamente, é bom ter algumas ideias gerais sobre a harmonização de cervejas. É importante entender que a gastronomia é uma área em constante evolução e que seguir regras pode levar a uma estagnação.

Por isso, experimentar e estar aberto a novidades é um conceito fundamental na harmonização. É assim que surgem os novos clássicos, porque alguém topou contornar as regras. Então, tome estas dicas como conselhos, mas se tiver ideias novas, não as descarte.

Para entender como se faz a harmonização de cervejas temos de saber suas características, como os ingredientes, os sabores mais acentuados, o teor alcoólico e alguns dos processos usados em sua produção.

As cervejas podem ser harmonizadas de três formas principais. Pelo contraste, quando as diferenças entre a comida e a bebida vão realçar os sabores dos dois; por semelhança, quando tanto a comida quanto a bebida possuem elementos em comum que se chamam atenção; ou por corte, quando a bebida é usada para cortar algum componente da comida como, por exemplo, a gordura, limpando o paladar.

Agora que você já sabe o que mais importa na hora de harmonizar, vamos partir para as cervejas na prática!

Pilsen

As Pilsen são cervejas claras e leves. Cervejas leves pedem pratos leves, do contrário, a comida com sabor muito forte acaba tirando toda a graça do sabor da cerveja. São cervas boas para acompanhar as comidinhas de boteco, pastéis, croquetes, salgadinhos fritos na gordura que não tenham um sabor muito marcante.

Queijos brancos, sementes oleaginosas, como nozes, castanhas e amendoins, além de frutas secas, combinam bem com as cervejas leves. São preciosas para as entradas, como saladas ou frutos do mar. Aquela clássica cervejinha de verão ou de praia, que não vai te empanturrar, podendo ser consumida por longos períodos.

Weiss

As cervejas Weiss são aquelas do estilo alemão, feitas de trigo. O legal dessa cerveja é que, por causa da acidez, ela pode ser combinada com uma variedade grande de comidas. São uma boa com pratos leves que têm algo marcante, como os tomates em uma salada caprese ou o molho da salada Caesar. Combinam bem com os peixes da culinária japonesa ou os queijos brancos de sabor específico, como o de cabra.

Mas, se você quer uma comida de sabor mais acentuado, as Weiss também podem ser uma boa. É uma ótima opção para acompanhar a comida mexicana bem apimentada, como tacos ou chilli, por causa da amargura e da carbonatação, que ajudam a suavizar o efeito da pimenta.

Vienna Lager

As Vienna Lager poderiam ser a Pilsen dos alemães. Elas apresentam um equilíbrio entre o lúpulo e o malte, sendo mais leves que as Weiss, mas não tão leves iguais nossas Pilsen. São cervejas de teor alcoólico mais baixo, perto dos 5%, e combinam bem com pratos que requerem que o paladar seja limpo a cada garfada, para que possa se sentir bem o sabor.

A harmonização de cervejas do tipo Vienna Lager é feita com carnes grelhadas, hambúrgueres grelhados, salsichas alemãs ou frangos sem molhos muito marcantes.

Porter ou Stout

As cervejas escuras inglesas são caracterizadas pelas notas de café e chocolate. Por causa desse sabor específico, são cervejas que combinam muito bem com sobremesas, como um bolo de chocolate, uma mousse, uma torta ou um petit gateau. Outra opção são as sobremesas com frutas, como um cheesecake de morango ou framboesa ou uma torta que leve calda de frutas vermelhas.

Mas, calma, se você prefere uma comidinha salgada, as cervejas pretas também podem ser sua escolha. Como a bebida tem um sabor tostado, ela vai muito bem com carnes defumadas, grelhadas ou com molho barbecue, comum para acompanhar o churrasco.

Queijos de sabor forte também fazem um ótimo par com as Porter e Stout. Gorgonzola, parmesão ou gouda maturado vão acentuar a potência das cervejas escuras, assim como presunto cru ou salames.

India Pale Ale

As IPA’s têm feito bastante sucesso no Brasil não é à toa, porque elas casam bem com nossas comidas com maior teor de gordura, como as carnes assadas. Iscas de picanha e costelinhas de porco ou de boi são uma boa opção de petiscos, além de hambúrgueres gourmet, que levam bacon ou molhos fortes e também vão vem com as IPA’s.

O lúpulo concentrado presente na cerveja ajuda a limpar o paladar e, por isso, elas também combinam com pizzas mais gordurosas ou com aquele fio de azeite por cima, como calabresa ou quatro queijos, risotos, o clássico inglês fish and chips ou carnes brancas com molhos fortes, como frango ao curry.

Rauchbier

As cervejas Rauchbier são aquelas com sabor defumado. São cervejas fortes e, portanto, acompanham bem pratos fortes e gordurosos, como feijoada, churrasco com aquela camadinha de gordura, pratos com feijão preto, tropeiros e receitas que levam embutidos, como salames, linguiças ou paio.

A harmonização de cervejas é um prato cheio para quem gosta de beber durante uma refeição. Torna-se uma tarefa divertida tentar encontrar a cerveja que mais realça o sabor daquela receita gostosa ou a receita que realça o sabor da cerveja escolhida. Com estas informações você vai poder aproveitar bem melhor os sabores das cervejas, então pense nisso a próxima vez em que chamar o garçom!

Fonte: Texto publicado originalmente pelo site https://meubistro.com/blog

Cervejeira Vertical Adesivada 561 Litros 220V Ref. CV520R – Esmaltec